A região que envolve o Água d’Alma Hotel

Praias

Praia do Mar (Foz do Arelho)

A Praia do Mar, situa-se na frente de mar da vila da Foz do Arelho, é uma praia muito conhecida pela sua beleza natural, pela qualidade das suas águas e areias. No horizonte é possivel ver um enorme e belissimo maciço conhecido por Gronho e mais à direita é também possivel vislumbrar o arquipélado das Berlengas. O areal é amplo e muito extenso, mesclando-se com as água do mar e da Lagoa de Óbidos em diversas zonas, consoante a abertura da barra.

Distingue-se pela excelência da qualidade dos seus recursos naturais bem como dos serviços prestados aos banhistas. Tem sido galardoada com a Bandeira Azul, a bandeira de Praia Acessível, a Bandeira de Quality Coast e a prestigiada Bandeira de Ouro da Quercus.

Ver Trajeto

Praia da Lagoa (Foz do Arelho)

A praia da Lagoa é detentora de uma paisagem deslumbrante, oferece um magnífico areal situado na confluência da Lagoa com o mar e apresenta margens revestidas de um cenário verdejante.  É conhecida como destino de férias de Verão para familias, visto ser muito segura para as crianças e ser galardoada com bandeira azul.

Na Lagoa são praticadas várias atividades aquáticas desportivas ao longo de todo o ano, nomeadamente: Vela; Windsurf; Canoagem; Remo; Kiteboard; Jetski, Ski náutico e Stand Up Paddle.  A Lagoa é o sistema lagunar costeiro mais extenso da costa Portuguesa. A sua fauna é constituída por várias espécies como a amêijoa, o berbigão e o mexilhão.

www.jf-fozdoarelho.pt

Ver Trajeto

Praia del Rey e Praia do Bom Sucesso

A Praia del Rey tem um extenso areal definido por dunas que se estende-se por kilometros em duas direções. Para a esquerda até ao Baleal e para a direita até à Lagoa de Óbidos. Aqui chegado encontra a Praia do Bom Sucesso que fica em frente à Foz do Arelho e é dela separado por vários mouchões de areia para além da superfície de água da lagoa. Daqui é possivel observar a Vila da Foz do Arelho na outra margem.

Ambas as praias permitem fazer longas caminhadas durante a maré vazia, sendo também excelentes para para banhos de sol.

Ver Trajeto

São Martinho do Porto

The scallop shaped bay is located 19 kilometres from Alcobaça. It is the last trace of a former gulf that extended to Alfeizeirão in the 16th Century.  This town has 3 kilometres of sandy coastline and this elliptic shaped maritime basin with calm water also has a bay mouth with an opening of 250 metres.

Due to its features, the bay of São Martinho do Porto was one of the main harbours of the country until the end of the previous century, however it has gradually been losing its importance due to the invention of steamers. Nowadays it is an important recreational harbour and a collection point for underwater algae.

www.visit-sao-martinho-do-porto.com

Ver Trajeto

Peniche

Peniche é a cidade mais ocidental da Europa Continental, está implantada numa península com cerca de dez quilómetros de perímetro. Peniche tem praias extensas a norte e a sul destacando-se a praia dos Supertubos, Molho Leste e Baleal.

O ponto mais ocidental da Península de Peniche é o Cabo Carvoeiro, a oeste, situa-se o arquipélago das Berlengas. Este arquipélago é hoje uma reserva natural onde se encontram espécies raras de flora, aves e peixes.
A praia dos Supertubos é conhecida internacionalmente pelas boas condições que possui para a prática do Surf e Bodyboard. Desde 2009 que constitui uma das dez etapas do Circuito Mundial de Surf.

www.cm-peniche.pt

Ver Trajeto

Nazaré

Esta vila de pescadores fascina pelo casario branco, pelo traje tradicional, reflexo de aspetos culturais locais, e pela uma paisagem marítima. A Praia da Nazaré é um bairro, à beira-mar, de uma das mais tradicionais vilas piscatórias portuguesas, a Nazaré possuindo uma  praia de banhos, onde ainda se podem encontrar, no areal, algumas mulheres vestidas com o tradicional traje de sete saias, a cuidar do peixe que seca ao sol, alinhado sobre estacas. No topo da Vila situa-se o Sítio, onde se encontram os melhores miradouros, e por onde chega por estrada ou pelo centenário ascensor.

Durante o Inverno pode observar as ondas gigantes conhecidas por “O canhão da Nazaré”.

www.cm-nazare.pt

Ver Trajeto

O que fazer com as crianças

Real Fábrica de Gelo (Montejunto - Cadaval)

O ano de 1741 é apontado como a data provável da sua edificação. O crescente consumo do gelo no séc. XVIII no seio da nobreza e nas camadas burguesas e populares, terá motivado a construção da Real Fábrica do Gelo em Montejunto, que seria a única serra, próxima de Lisboa, que oferecia as condições necessárias à congelação da água durante a estação invernosa.

Após retirados dos poços de conservação, os blocos de gelo eram envolvidos em palha e serapilheira e transportados, até à base da serra no dorso de burros. O gelo seguia viagem, no interior de carros de bois, até ao rio Tejo, onde prosseguia a bordo dos “barcos da neve” até Lisboa.

Ver Trajeto

Parque dos Monges (Alcobaça)

O Parque dos Monges é constituído por duas vertentes: Parque Ambiental e Parque Cultural, que chegam até ao público através de um conjunto de equipamentos e atividades que visam criar experiências únicas aos turistas, pela forma como as mesmas irão recriar a forma de viver dos monges da Ordem de Cister. Este complexo pretende aliar à componente de animação turística uma atitude fortemente pedagógica ao nível da educação e sensibilização ambiental.

www.parquedosmonges.com

Ver Trajeto

Centro de interpretação da batalha de aljubarrota (S. Jorge)

Neste centro de interpretação pode percorrer o campo da Batalha de Aljubarrota e conhecer os factos decisivos deste importante episódio a história português. Este centro incluí uma área expositiva, espetáculo multimédia que reconstitui a Batalha e os eventos que a originaram, área de exposições temporárias e parque de engenhos medievais.

É possivel verificar os locais onde estava em 1385 o exército português e o exército franco-castelhano, os arqueiros ingleses e a posição dos trons (bombardas) utilizados pelo exército castelhano e cavalaria do Rei Don Juan I.

www.fundacao-aljubarrota.pt

Ver Trajeto

Locais a Visitar

Mosteiro da Batalha

Monumento memorial da batalha de Aljubarrota e panteão régio, cuja construção teve início em finais do século XIV com o patrocínio de D. João I, o Mosteiro dominicano da Batalha é o mais significativo edifício do gótico português. Situado no centro da vila da Batalha, o Mosteiro está inscrito na lista do Património Mundial da UNESCO desde 28 de Maio de 1983. Conjunto único de infraestruturas hidráulicas e de edifícios monásticos medievais.

Na praça lateral do mosteiro encontramos o Monumento Equestre do Condestável D. Nuno Álvares Pereira. A estátua, de 1968, recorda o heroico comandante que na Batalha de Aljubarrota derrotou o exército invasor.

www.mosteirobatalha.pt

Ver Trajeto

Vila Medieval de Óbidos

Pela sua excelente localização junto ao mar e Lagoa, estas terras desde sempre foram habitadas. Aqui se formou um castro Celtibero, voltado a poente. Sabe-se que aqui comerciaram os fenícios e  que os Romanos aqui se estabeleceram, sendo provável que a torre sul do Facho, tenha tido a sua origem numa torre de atalaia, de construção romana, como posto avançada da cidade de Eburobrittium.

Em 11 de Janeiro 1148, o primeiro rei, D. Afonso Henriques tomou Óbidos aos árabes. Óbidos pertenceu ao pentágono defensivo (dos cinco castelos), do centro do reino, idealizado pelos Templários. Por aqui passaram a maioria das rainhas de Portugal.

www.obidos.pt

Ver Trajeto

Mosteiro de Alcobaça

O Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, também conhecido como Real Abadia de Santa Maria de Alcobaça ou mais simplesmente como Mosteiro de Alcobaça, é a primeira obra plenamente gótica erguida em solo português.

É uma das mais importantes abadias da Ordem de Cister na Europa. Na Igreja do Mosteiro, encontram-se os túmulos dos dois protagonistas de uma história de amor ímpar, contada nos ricos ornamentos que enfeitam a sua última morada: Pedro e Inês.

www.mosteiroalcobaca.pt

Ver Trajeto

Parque D. Carlos I (Caldas da Rainha)

O Parque D. Carlos I destaca-se na cidade de Caldas da Rainha. Ideal para um passeio onde ainda se vislumbra o naturalismo e romantismo com que o Arquiteto Rodrigo Berquó o projetou nos finais do século XIX. Andar de barco no lago, brincar com as crianças no parque infantil, contemplar a excelência da construção de outros tempos nos pavilhões do parque, jogar ténis, visitar o Museu José Malhoa ou observar a magnífica diversidade florística, são algumas das muitas coisas que ali se pode fazer.

Para os amantes da natureza, impera uma visita à Mata Rainha D. Leonor, onde um revigorante passeio a pé estimula os sentidos.

Ver Trajeto

Buddha Eden (Quinta dos Loridos - Bombarral)

A 25 km do Água D’Alma, na Quinta do Loridos situa-se o Buddha Éden – Jardim da Paz. Aqui pode encontrar “o maior jardim oriental da Europa, o impressionante Bacalhôa Buddha Eden. Com cerca de 35 hectares, o jardim foi criado em protesto contra a destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, naquele que foi um dos maiores atos de barbárie cultural, apagando da memória obras-primas do período da Arte de Gandhara. Entre budas, pagodes, estátuas de terracota e várias esculturas cuidadosamente colocadas entre a vegetação, estima-se que foram usadas mais de 6 mil toneladas de mármore e granito para edificar esta obra monumental.

Ver Trajeto

Hospital Termal Rainha D. Leonor (Caldas da Rainha)

Fundado em 1485 pela Rainha D. Leonor, o Hospital Termal das Caldas da Rainha é o mais antigo do mundo, contando já com cinco séculos de existência. No século XV (1485) a Rainha D. Leonor funda um estabelecimento de banhos e um hospital termal, as Caldas da Rainha.

Em 1484 a Rainha ao passar pelo sítio onde se viriam a erguer as Caldas, viu alguns pobres metidos em "prezas daquelas águas cálidas que saíam da fonte fumegando". Perante a sua curiosidade foi-lhe respondido que eram doentes de "frialdades", e que naquelas águas encontravam remédio para os seus padecimentos.

www.chcrainha.min-saude.pt

Ver Trajeto

Praça da Fruta (Caldas da Rainha)

Conhecida na comunidade local por “Praça da Fruta” é um local de indispensável visita em Caldas da Rainha.  Tem um lindo tabuleiro de calçada portuguesa datado de 1883 e que recentemente requalificado. Apresenta belíssimos exemplares da arquitectura caldense com destaque para as fachadas revestidas de azulejo.

Desde o século XVIII ali se realiza o mais antigo mercado diário a céu aberto de Portugal e onde pode adquirir o que de melhor existe de produtos regionais, desde legumes, a enchidos, doces entre muitas outras coisas deliciosas.

A “Praça da Fruta” em hora de mercado (período da manhã), é uma das principais atracções em Caldas da Rainha.

Ver Trajeto

Centro Cultural e de Congressos (Caldas da Rainha)

O Centro Cultural e de Congressos Caldas da Rainha ou CCC, é um espaço na cidade de Caldas da Rainha, destinado às atividades culturais e à realização de congressos. Oferece um programa diversificado de espetáculos, concertos, teatros e exposições.

Impressionante pelas suas linhas arrojadas e arquitectura vanguardista, conquista definitivamente o publico amante de todo o tipo de Cultura, através da programação cultural tem sabido trazer os melhores espectáculos e artistas de Portugal e do Mundo até ao Oeste.

O Café Concerto é o ponto de encontro do CCC, oferece um serviço de copa personalizado e espaço de lazer.

www.ccc.com.pt

Ver Trajeto

Grutas de Alvados e Santo António - Parque Natural das Serras de Aires e Candeeiros

Com mais de 50.000 anos, as Grutas de Alvados foram descobertas em 1964 e as Grutas de Santo António foram descobertas em 1955, mas apesar de surgirem tão perto uma da outra em pleno Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros e integrarem o maciço calcário da Estremadura, são de facto bastante diferentes entre si e têm características muito particulares que as distinguem uma da outra e por essa razão o público que as visita quase sempre escolhe o programa especial “visita conjunta” que abrange uma visita única e simultânea a ambas as grutas.  

www.grutasalvados.com

Ver Trajeto

Grutas da Moeda (São Mamede - Fátima)

Repleta de fantásticas formações calcárias, esta gruta é património natural de rara beleza. Existem várias galerias naturais que foram batizadas de acordo com as imagens que sugerem: Lago da Felicidade, Sala do Presépio, Pastor, Cascata, Cúpula Vermelha, Marítima, Capela Imperfeita, Abóbada Vermelha e Fonte das Lágrimas.

Com uma extensão visitável de 350m, atingindo-se a profundidade de 45m abaixo da cota de entrada, apresenta uma temperatura de 18ºC que se mantém constante ao longo do ano.

As Grutas da Moeda e o Centro de Interpretação Científico e Ambiental estão abertos ao público todos os dias.

Ver Trajeto

Santuário de Fátima

O Santuário de Fátima, localizado na Cova da Iria, é um dos mais importantes santuários marianos do mundo. Em 1917, Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia dos Santos (conhecidos por "os três pastorinhos"), dizem ter presenciado seis aparições de Nossa Senhora nos dias 13, de Maio a Outubro, tendo em Agosto acontecido no dia 19. Numa dessas aparições, a Virgem Maria pediu para construírem uma capela naquele lugar, que atualmente é a parte central do Santuário onde está guardada uma imagem de Nossa Senhora.

No decorrer dos anos, o Santuário foi sendo expandido até aos dias de hoje, aumentando a capacidade de acolhimento de peregrinos.

www.santuario-fatima.pt

Ver Trajeto